Esportes

Natação

HISTÓRIA DA NATAÇÃO

 A natação é uma atividade física praticada desde a Grécia Antiga, pois se acreditava ser benéfica ao corpo humano. As primeiras regras para a prática da natação foram criadas pelos ingleses no século XIX, quando da organização das primeiras competições. A Federação Internacional de Natação (Fina), responsável pelas provas da modalidade, foi fundada em 1908.

No Brasil, a natação foi introduzida oficialmente em 31 de julho de 1897, quando clubes Botafogo, Gragoatá, Icaraí e Flamengo fundaram no rio a União de Regatas fluminense que foi chamado mais tarde de Conselho Superior de Regatas e Federação brasileira das Sociedades de Remo (ARAUJO, 2014). No estado da Paraíba, a natação teve início na década de 60, a partir da iniciativa dos clubes Cabo Branco e Ástrea.

O Brasil possui federação de natação nos 27 estados e no Distrito Federal, subordinadas a Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos-CBDA, que surgiu em 1988 a partir da antiga Confederação Brasileira de Natação. A entidade é responsável pela organização de cinco modalidades olímpicas (natação, nado sincronizado, pólo aquático, saltos ornamentais e maratona aquática).

CARACTERÍSTICAS E ESTILOS

As características da natação são diferenciadas pelos quatro Estilos. São eles: crawl, costas, peito e borboleta. No crawl (ou livre), o peito fica submerso. No nado costas, o nadador desliza com as costas voltadas para o fundo da piscina, movimentando braços e pés como no crawl. No nado peito, o atleta contrai os braços, dentro da água, próximos das laterais do corpo, junta-os sob o peito e depois os estende a sua frente. No nado borboleta, os braços são erguidos simultaneamente para fora da água, imitando os movimentos das asas da borboleta.

Outra característica da natação são as piscinas, sendo consideradas oficiais: a de 25 metros ou semi-olímpica e a de 50 metros ou olímpica.

As regras da natação são alteradas pela Federação Internacional de Natação- FINA, há cada quatro anos e oficializadas após o Congresso Técnico da referida instituição.

Atualmente, as regras oficiais para o quadriênio 2013-2017, regulamentam entre outros requisitos: BI 6 – OFICIAIS FINA, que define a idade máxima dos oficiais (juízes, juiz de partida e árbitro geral) quando atuarem em campeonatos ou competições da FINA;

GR7- SUBSTITUIÇÕES, DESCLASSIFICAÇÕES E FALTAS, diz que “Qualquer nadador inscrito pode ser substituído por outro nadador inscrito durante a reunião dos chefes de delegação”.

GR 9.2 – PROTESTOS, os protestos são possíveis, por exemplo se as regras e os regulamentos da prova não forem seguidos. Os protestos devem ser apresentados: a) ao árbitro, b) por escrito num Formulário FINA, c) pelo chefe da delegação, d) com depósito de 100 Francos Suíços, ou equivalente, e) até 30 minutos após a conclusão da prova.

 

Parceiros parceiros

© 2017 - Todos os direitos reservados
TX.